Loving Vincent, o filme que dá vida aos quadros de Van Gogh

Loving Vincent poster

Corra para os cinemas, porque hoje, dia 30 de novembro, estréia o filme Loving Vincent (Com amor, Van Gogh). Este é o primeiro filme de longa-metragem totalmente pintado do mundo, que traz as pinturas de Vincent Van Gogh à vida. É um passeio pela misteriosa mente de Van Gogh.

O filme retrata o mistério que envolve a morte do famoso pintor Vincent Van Gogh em 1890 na França. Em 1891, um ano após o suicídio de Vincent Van Gogh, Armand Roulin (Douglas Booth) encontra uma carta por ele enviada ao irmão Theo, que jamais chegou ao seu destino. Após conversar com o pai, carteiro que era amigo pessoal de Van Gogh, Armand é incentivado a entregar ele mesmo a correspondência. Desta forma, ele parte para a cidade francesa de Arles na esperança de encontrar algum contato com a família do pintor falecido. Lá, inicia uma investigação junto às pessoas que conheceram Van Gogh, no intuito de decifrar se ele realmente se matou. Abaixo o trailer legendado:

 

Em uma apresentação/making of (abaixo) o produtor e diretor da animação, Hugh Welchman (vencedor do Óscar de Melhor Curta Metragem por Pedro e o Lobo, em 2006), descreve o processo de produção e os bastidores do primeiro filme animado totalmento pintado à mão do mundo. Seguindo o estilo do artista Vincent Van Gogh foram necessários mais de 125 pintorers para realizar a obra. Estima-se que para os 80 minutos de duração do filme, foram necessários mais de 62 mil pinturas. O filme foi gravado primeiramente com atores em chroma key para que depois cada frame pudesse ser transformado em uma pinturas (quadro) a óleo individual. É possível reconhecer alguns rostos, como Saoirse Ronan, Jerome Flynn, Aidan Turner.

 

Documentário BBC   •   Outro Making of

Site oficial – O legado de Van Gogh é o próprio tema de Loving Vincent (Com amor, Van Gogh), um filme que surgiu de uma das cartas de Van Gogh, que escreveu ao seu irmão, dizendo que não é possível se comunicar sem ser através de quadros. A partir daí, a pintora polonesa Dorota Kobiela começou a desenvolver a ideia de um filme biográfico baseado apenas nos quadros do pintor. 120 quadros e 800 cartas são o ponto de partida para este filme.

 

Van Gogh

Auto-retrato de Vincent Van Gogh (1853 – 1890)
O pintor tinha 37 anos quando se suicidou