Departamento de Justiça dos EUA aprova a venda da Fox para a Disney

justiça-EUA aprova-venda-da Fox-para-Disney-01

Nesta quarta-feira, dia 27 de Junho de 2018, o Departamento de Justiça norte-americano aprovou a venda de grande parte do grupo 21st Century Fox para a Disney. A notícia é um balde de água fria na Comcast, gigante da telecomunicação, que estava na disputa com a Disney pela Fox. Lembrando que a oferta final da Disney para comprar a Fox foi feita no dia 20 de Junho, pelo valor de US$71,3 bilhões, montante oferecido após a Comcast tentar comprar o conglomerado por US$65 bilhões no dia 13 de Junho.

Segundo a variaty.com, a Justiça Americana considerou que a transação não resultará na formação de um monopólio de mercado, caso seja realizada entre as duas partes, pois o contrato ainda precisa ser definitivamente firmado entre as duas empresas.

A única condição que o Departamento de Justiça Americano impôs a Disney para deferir o caso ao seu favor, é que ela, na condição de dona de 80% da ESPN (canal esportivo), teria que abrir mão de algumas emissoras esportivas regionais ligados a rede Fox, inclusas no pacotão de venda, como a Fox Sports, que juntas geram US$2 bilhões de lucro anualmente para a Fox. Segundo o chefe da divisão de antitruste do Departamento de Justiça, Makan Delrahim, a imposição acontece para “preservar a livre competição de regiões onde Disney e Fox competem no mercado da TV a cabo e via satélite.”

justiça-EUA aprova-venda-da Fox-para-Disney-02

Caso a compra seja concretizada, a Disney passar a reunir a maioria dos heróis da Marvel, juntando os X-Men, Deadpool e Fantastic Four (Quarteto Fantástico) aos The Avengers (Os Vingadores). Pertencia a Fox também os direitos de Guerra nas Estrelas, lançado em 1977, o 1º filme da saga Star Wars, hoje conhecido como Star Wars: Episode IV – A New Hope, que agora passa a ser integrado com os demais filmes produzidos pela LucasFilm, comprada pela Disney em 2012 por US$4 bilhões.

Com a compra, a Disney também se torna proprietária de outras grandes franquias do cinema, como Avatar e Planet of the Apes (Planeta dos Macacos), e de produções menores, mas prestigiadas, como Gone Girl (Garota Exemplar) de 2014, Hidden Figures (Estrelas da Além do Tempo) de 2016 e The Shape of Water (A Forma da Água) de 2017 e vencedor do Oscar de melhor filme em 2018.

Já na TV, a Disney adquire séries de sucesso como This is Us, Modern Family e The Simpsons, além de atrações de super-heróis como Legion e Gifted, sem esquecer a possibilidade de explorar o catálogo da Fox em novas séries.

Nas entrelinhas desta transação, além é claro dos ativos absurdamente lucrativos da Fox (estúdio 20th Century Fox, a Fox Searchlight e o Canal FX), outro objetivo da Disney é reforçar o seu acervo videográfico, visando o lançamento do seu próprio serviço de streaming, previsto para 2019, e poder competir com a Netflix e a Amazon.