BraveStorm da Sato Company e o filme do Jaspion

bravestorm

Se por ventura o Jaspion, Changeman, entre outras séries de tokusatsu fizeram parte da sua infância, ou simplesmente você gosta de títulos como Pacific Rim (Círculo de Fogo) e Godzilla, isto é, lutas de robôs e monstros gigantes, BraveStorm é o filme certo para você!

Em um futuro não tão distante, a premissa do filme começa em nosso planeta no de 2050, uma época em que a humanidade foi praticamente aniquilada por uma raça alienígena chamada de Kilgis (que vieram de um planeta de mesmo nome) que alterou o oxigênio da Terra, transformando-o em um terrível gás tóxico causado pelo mecha (robô gigante) Black Baron. Sem alternativa, os irmãos Kasuga constroem uma máquina do tempo e viajam para o passado, o nosso presente, na tentativa de impedir a atuação dos Kilgis. Segue o trailer:

BraveStorm é a mais nova produção da Sato Company, que ficará em exibição por tempo limitado em algumas redes de cinema no Brasil:
• Espaço Itaú de Cinema: 22 de setembro – 17h30
• Cine Roxy: 22 de setembro – 20h
• Cinépolis: 26 de setembro – 19h30
• Cineflix: 28 de setembro – 19h30

O filme BraveStorm é uma grande homenagem a dois heróis da chamada Era Showa do Cinema/TV japonesa, Silver Kamen de 1971 e Super Robot Red Baron de 1973, onde o seu encontro irá recontar as suas histórias! Segundo o site jbox.com.br ambas as séries são da antiga produtora Senkosha, a mesma de clássicos do tokusatsu como Gekko Kamen (a primeira série de super-herói da TV japonesa, de 1958) e Iron King (de 1972). A homenagem é do produtor Junya Okabe (Godzilla vs. Biollante, Specter e Mega Batalha na Galáxia Ultra), que também escreveu o roteiro e foi responsável pela direção de BraveStorm. Em BraveStorm, Junya Okabe desenvolveu uma boa narrativa que vai revelando pontos importantes da trama junto com fantásticas cenas de ação.

red-baron

Toda parte técnica foi produzido pelo estúdio japonês Blast Entertainment, que trouxe referências de outros filmes de ficção-científica como X-Men, Pacific Rim e até mesmo The Terminator (O Exterminador do Futuro), além é claro das séries japonesas Silver Kamen e Super Robot Red Baron.

Para quem acompanha as séries mais recente de tokusatsu, ainda segundo o jbox.com.br, os destaques de elenco vão para Shu Watanabe (o Kamen Rider OOO da série-homônima de 2011) no papel de Ken Kurenai e Chihiro Yamamoto (a Laiha Toba de Ultraman Geed) como Haruka. Quem esperava ver a atriz em cenas de ação mais intensas pode se decepcionar um pouco com a rapidez, já que a graciosa Chihiro Yamamoto, de apenas 22 anos, é conhecida por ser uma atleta profissional das artes marciais. Quanto à dublagem, está consideravelmente boa para um elenco formado por vozes desconhecidas pelo grande público, pois o trabalho aparentemente feito em Miami.

SINOPSE OFICIAL: O ano é 2050 e a humanidade foi extinta na Terra. Os últimos sobreviventes, cinco irmãos, planejam usar uma máquina do tempo e exterminar os alienígenas Killgis antes que eles invadam a Terra. Eles viajam para 2015 com um arquivo do robô dos Killgis, Black Baron, e seus acessórios: um aparelho para encontrar os aliens, trajes especiais de combate e poderes psíquicos. No presente, encontram um cientista que os ajuda a construir o robô Red Baron para salvar a humanidade.

Jaspion

A frente da Sato Company está Nelson Sato, que além de ser o idealizador, também está atualmente produzindo o filme brasileiro do Jaspion, juntamente com a Toei, detentora da marca. Este filme será uma comemoração dos 30 anos do Jaspion aqui no Brasil. Para mais informações assista a entrevista abaixo, produzido pelo canal TokuDoc:

Além do filme, Nelson Sato em parceria com a editora JBC, irá publicar em breve o mangá brasileiro do Jaspion!

jaspion-manga-01

jaspion-manga-02