Acionista da Fox pode impedir que a Disney compre a Fox

acionista-fox-barra-disney

Menos de 20 dias depois do anúncio oficial feito pela Disney de um novo acordo (aparentemente definitivo) de aquisição da 21st Century Fox, esperava-se uma reação da Comcast, que junto com a Disney ainda está na disputa pela Fox.

Inesperadamente, nesta segunda-feira, dia 9 de Julho de 2018, segundo informações do site THR, a tentativa de barrar a venda dos ativos do estúdio da 21st Century Fox para a Disney, não veio da Comcast, mas sim de um dos acionista da Fox.

Robert Weiss, liderando outros acionistas da Fox, entrou com uma ação no Tribunal Federal no estado de Delaware nesta sexta-feira, dia 06 de Julho de 2018, alegando que o documento oficial da proposta que eles receberam, omitiu informações importantes contidas nos arquivos do SEC (Securities and Exchange Commission), como a ausência de projeções ou previsões para a empresa de serviço de streaming Hulu, bem como estimativas de ganhos futuros para a provedora de TV a cabo européia Sky, além de outras omissões, que segundo eles, violam as regras de segurança financeira.

O grupo de acionistas, autor do processo, também quer mais informações sobre a dívida líquida da Fox, que hoje gira em torno de US$13,8 bilhões, e, ao mesmo tempo, levantam preocupações com a avaliação financeira realizada pela Goldman Sachs e a Centerview Partners, análises que omitem ou deturpam as projeções financeiras e os dados subjacentes da Fox, que pode levar a empresa a entrar em uma dívida financeira permanente.

Neste processo, a Fox e outros membros do conselho são acusados de alterar valores financeiros, e caso a transação da Fox-Disney não seja interrompida nesta fase preliminar, o grupo de Robert Weiss, quer que a transação seja rescindida e posteriormente eles recebam uma indenização por danos rescisórios.

A Fox se recusou a comentar sobre o assunto e a Disney também não se manifestou.